Untitled Document

 


 

 

 

 
Hospital: Abraço no São Braz está marcado para dia 29
Gesto marca largada da campanha Abrace o Hospital, lançada oficialmente na noite de quinta, 20
Não se trata de passar o chapéu. A campanha Abrace o Hospital de Caridade São Braz é muito mais afetuosa do que qualquer outra coisa. Os detalhes do movimento foram apresentados no lançamento oficial, realizado na noite de quinta, 20, em União da Vitória. Na solenidade, participaram o corpo clínico, os funcionários e os gestores da unidade. Vereadores e o Poder Executivo, além da imprensa, tiveram convite especial, para conhecer – e ajudar na divulgação – da proposta.
A direção garante que a meta da campanha não é a arrecadação de recursos, mas sim a sensibilização da comunidade para as questões que envolve o quase centenário hospital.

CAMPANHA

O Hospital São Braz quer ser visto de novo. E com muito mais carinho. Por isso, na tentativa de dar mais visibilidade à unidade e mostrar que sim, ele continua tendo potencial, o movimento, Abrace o Hospital, foi lançado. Um pré-lançamento já havia sido feito no começo do mês, durante a Fire Fest, como mostrou na ocasião o jornal O Comércio.
“Queremos envolver a sociedade em torno do hospital, para acompanhar o que acontece com ele, mas também para que a comunidade usufrua do hospital, que é patrimônio de Porto União”, destacou o presidente da casa de saúde, Fioravante Buch Neto. “O hospital depende da comunidade para sobreviver e a forma mais efetiva disso e o envolvimento da sociedade. Tanto é que o nome da campanha foi dado em função disso, o hospital abraçando a sociedade”, completa. Diretor desde outubro do ano passado, Buch Neto aposta nesse envolvimento da sociedade. “Queremos que o hospital esteja de novo misturado com a população”, sorri.
A campanha nasceu em 2016. Desde então, a direção veio construindo um modelo de aproximação entre a comunidade e a casa de saúde. Assim, ela prevê várias ações ao longo de todo o ano. O principal deles, que marca a estreia da campanha, acontece daqui uma semana: no dia 29, o hospital será abraçado, literalmente. “A comunidade pode e deve comparecer. Vamos abraçar o hospital desde a Maternidade até a Unidade Oncológica”, antecipa o diretor.
O horário do abraço ainda será confirmado. O que se sabe, por outro lado, é que muitos braços serão necessários para a volta toda e, por isso, quem acredita na causa, pode doar um pouco de solidariedade.
Depois do gesto simbólico, conforme o diretor, haverá atividades recreativas e de saúde no entorno do São Braz.

FINANÇAS

Toda a mobilização pró hospital é por conta da crise financeira que a unidade enfrenta, especialmente desde 2013. Com recursos enxutos, alguns serviços correram o risco de deixar de ser oferecidos. No caso da Maternidade, por exemplo, as dificuldades da estrutura (a ala não dispõe de UTI Neonatal), por exemplo, veem inibindo o nascimento dos filhos da terrinha. A direção vem fazendo campanhas para arrecadação de fundos e conta com a ajuda da prefeitura e da Câmara de Vereadores.
“Nós estamos trabalhando para ajudar. Por exemplo, estamos com um convênio com o hospital, que repassa R$ 70 mil por mês para ajudar nas despesas do sobreaviso, cirurgia eletiva e nos procedimentos médicos”, disse o prefeito, Eliseu Mibach, que esteve no lançamento da campanha. Conforme ele, o São Braz deve receber ainda investimentos Estaduais e Federais. “O secretario estadual da saúde tem nos ajudado na viabilização de recursos. De Brasília, atrás dos deputados, Marco Tebaldi e Paulo Bauer, R$ 650 mil para o hospital. Estes valores serão para equipamentos na Maternidade e ainda falta recursos para a conclusão do último andar da oncologia, onde vai ficar a Maternidade”, explicou.

DIA DE ANJO

Lembra da campanha? A mobilização foi há alguns anos, quando, a partir da doação de moedinhas, a comunidade ajudou na construção da Unidade Oncológica do hospital. Embora a campanha lançada na quinta pareça com as intenções do Dia de Anjo, elas são diferentes. “Quando estávamos discutindo a ideia da campanha, surgiu a possibilidade de reviver o Dia do Anjo, mas conversando com os organizadores, vimos que a ideia não era exatamente o que a nossa proposta de agora quer. Não queremos misturar”, enfatizou Buch Neto.
Basicamente, a maior diferença é que o Abrace não sugere a arrecadação de moedinhas – como era do Dia de Anjo – ou outro valor. Ela quer, de fato, sensibilizar a comunidade, mas sem cobrar nada por isso. “Mas queremos realizar novamente o Dia de Anjo”, revela o diretor.


Fonte: Portal VVALE de Comunicação (vvale.com.br) 

Notícia Postada em 24/07/2017 por: SJ Animasom


 

   * Veja Outras Publicações.
 
30/06/2017 - MEIA MARATONA CENTENÁRIO DE PORTO UNIÃO
24/07/2017 - VAGAS DE EMPREGO
24/07/2017 - Hospital: Abraço no São Braz está marcado para dia 29
24/07/2017 - FESTA DOS MOTORISTAS: Benção dos veículos atrai grande número de motoristas
24/07/2017 - Garotinha de Porto União representará Município no Miss Baby Santa Catarina